17 novembro, 2009

Valor

Vou derramando o meu sangue
Não será somente um breu
Esse chão que um dia me negou
Mas engolirá o que sofreu

Calo a boca do destino
Faço dos dias algo bom
Viver ativamente a vida
É também se dar amor

Nenhum comentário: